Legal Operations: o que é e quais são suas vantagens para o negócio

Legal Operations: o que é e quais são suas vantagens para o negócio

Morgana Alencar

4 min de leitura.

Legal operations o que é

ÍNDICE

Introdução

De acordo com pesquisa realizada pelo Gartner, “Os departamentos jurídicos que podem usar soluções de tecnologia e operações jurídicas para gerar maior eficiência internamente serão os vencedores”.

Nesse contexto, o departamento de Legal Operations vem ganhando cada vez mais destaque, uma vez que é responsável pela execução de demandas operacionais, ou seja, pela realização de tarefas que não são jurídicas ou legais, mas que possuem impacto direto no negócio, podendo contribuir para o seu sucesso ou fracasso.

Continue lendo este artigo para entender mais sobre o conceito de Legal Operations, sua importância para o futuro do Direito e os motivos que o transformam em uma tendência para os próximos anos. 

Baixe nosso e-book gratuito “Inteligência Artificial e Direito: guia definitivo”

Leia também: 

Controladoria jurídica: área estratégica para o sucesso do seu Departamento ou Escritório

Inovação para advogados: tendências para ficar de olho em 2022

O que é Legal Operations? 

Fundada em 2016, a CLOC (Corporal Legal Operations Consortium) reúne 2303 membros de 1145 empresas em mais de 45 países. E agora, a tendência que já se concretizou no exterior, começa a ganhar força agora também no Brasil.

Segundo esse órgão, na busca por maior eficiência das operações jurídicas seria fundamental a presença de 12 competências, sendo algumas delas: business intelligence, gestão financeira, gestão de firmas e fornecedores, governança da informação, gestão do conhecimento, otimização e saúde da organização, operações práticas, planejamento estratégico, tecnologia, dentre outras.  

Em síntese, Legal Operations ou Legal Ops se traduz no conjunto de tarefas operacionais que são imprescindíveis para o funcionamento de um escritório de advocacia ou departamento jurídico, sendo excluídas da responsabilidade desse departamento aquelas atividades que possuam cunho legal ou jurídico. 

Ou seja, uma vez que esse departamento não é responsável pela realização de atividades essencialmente legais, mas sim por aquelas operacionais, ele coexiste com o departamento jurídico, que passa a ter mais tempo para focar na prática jurídica e na entrega de um trabalho de qualidade superior. 

Assista ao vídeo abaixo com Paulo Silva, o gerente de Legal Operations do Mercado Livre, e aprofunde seus conhecimentos no tema:

Responsabilidades do departamento de Legal Operations

O departamento de Legal Ops é liderado pelo CLOO (Chief Legal Operations Officer), cargo que não tem como pré-requisito a formação em Direito, mas que, ainda assim, a considera um grande diferencial. 

Outro ponto importante é a necessária habilidade multidisciplinar deste profissional, que precisa ter uma visão sistêmica, atuando como uma liderança estratégica e harmoniosa com as demais áreas, sempre com foco no core business e no crescimento do negócio.

Nesse contexto, segundo a pesquisa anteriormente citada neste artigo, manter as tecnologias legais e a construção de processos de gestão do conhecimento são duas das principais responsabilidades do gerente de Legal Operations, com 76% e 74% de adoção, respectivamente.

Como exemplo de tarefas de responsabilidade do Legal Operations, podemos citar ainda: marketing, vendas, finanças, gestão de processos e pessoas, análise de dados, dentre outras. 

Leia também: 

Liderança na advocacia: como ser um bom líder e motivar sua equipe

Por que investir na implementação do Legal Operations?

1) Assertividade e alta performance

Você, com toda certeza, tem ouvido falar muito na dupla assertividade e alta performance, certo?

Se antes esses eram os escopos mais presentes no mundo empresarial, hoje estão sendo cada vez mais apropriados por escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, que precisam aumentar sua produtividade e eficiência para sobreviverem à concorrência do mercado. 

Como sabemos, o sucesso de um escritório ou departamento vai muito além de suas atividades rotineiras e operacionais, sendo essencial a coexistência de diversos outros processos que garantam agilidade, inovação e maior eficiência ao ambiente jurídico. 

Nesse sentido, com o Legal Operations o seu negócio passa a ser beneficiado com a automatização de tarefas que, quando são realizadas pela equipe jurídica, prejudicam sua produtividade e tiram o foco daquilo que é mais estratégico. 

Na prática, o profissional da área de Legal Operations poderá ser responsável, por exemplo, pela adoção de tecnologias que auxiliam no desempenho dos advogados que atuam diretamente em demandas jurídicas, contribuindo para que esse tenha todo suporte para a realização de suas tarefas de forma mais ágil e assertiva. 

Conheça mais sobre a Jurimetria, uma ferramenta que oferece assertividade e melhores resultados a escritórios e departamentos jurídicos em todo mundo!

jurimetria o que é

2) Escalabilidade

Como consequência da maior eficiência dos processos internos e automação de tarefas operacionais, outra vantagem de contar com um departamento de Legal Operations é a possibilidade de escalar os serviços jurídicos prestados

Com a maior agilidade na realização de tarefas jurídicas, a equipe de advogados passa a conseguir atender maior número de clientes, podendo ampliar a sua carteira sem que isso impacte negativamente a qualidade e personalização dos serviços prestados.

3) Redução de custos 

Uma vez que tempo é dinheiro, quanto menos horas forem gastas com a realização de atividades administrativas ou que podem ser automatizadas com o uso de tecnologia, mais dinheiro é poupado do seu fluxo de caixa

Além da economia, a redução de custos pode refletir em investimento para o seu negócio e maior retorno financeiro a médio e longo prazo.

Conclusão

Como vimos ao longo deste artigo, o Direito não é mais o mesmo de anos atrás. Expertise e experiência são essenciais, mas devem estar sempre atreladas ao investimento em soluções inovadoras, que permitam maior personalização dos serviços prestados e sobrevivência à concorrência do mercado. 

A missão da Turivius é transformar a inovação e tecnologia em valor agregado aos seu serviços jurídicos, contribuindo para a alta performance em escritórios de advocacia e departamentos tributários de empresas de grande porte. 

Sobre o autor:

Sobre o autor:

ÍNDICE

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Posts Relacionados

Teste o software gratuitamente




    Há advogados tributaristas no seu escritório/empresa?*

    Antes de sair

    Prevendo os resultados da pauta tributária do STF

    A Pauta Tributária do STF em 2022, envolve temas de grande impacto para os contribuintes.

    Confira nesse e-book gratuito a melhor análise preditiva coletiva (APC) de seis destas decisões. Com entrevista exclusiva com o Dr. Rodrigo Martone da Pinheiro Neto Advogados.