[Download] Guia Definitivo de Marketing Digital para Advogados

Cultura organizacional nos escritórios de advocacia

Escritórios de advocacia que investem em gestão de pessoas e em qualidade do trabalho tem como retorno advogados produtivos e clientes mais satisfeitos

Cultura organizacional nos escritórios de advocacia

Escritórios de advocacia que investem em gestão de pessoas e em qualidade do trabalho tem como retorno advogados produtivos e clientes mais satisfeitos

Ana Julia Saraiva

6 min de leitura.

ÍNDICE

Especialmente em meio à pandemia da COVID, profissionais pararam para refletir sobre como o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, obtida por muitos profissionais com o trabalho remoto, traz maior satisfação e resultados. Conhecida como a “a grande renúncia”, em 2021, 47 milhões de trabalhadores se demitiram do emprego apenas nos Estados Unidos. Segundo o Dr. Anthony Klotz, pesquisador que batizou o fenômeno, o que vem ocorrendo nos últimos anos é um realinhamento no mercado de trabalho por diversas razões.

Esse realinhamento no mercado passa pelo olhar atento à implementação de uma cultura organizacional forte e saudável.

A busca pelo equilíbrio

A busca pelo equilíbrio entre vida profissional e pessoal foi uma das razões para a chamada grande renúncia. Os profissionais passaram a se questionar em maior escala sobre o que de fato dá a eles propósito e felicidade.

Não é à toa que uma das perguntas frequentes entre os profissionais entrevistados para uma colocação no mercado de trabalho, hoje em dia, seja sobre como é a cultura organizacional do escritório de advocacia.

Mas o que é especificamente o conceito de cultura? Essa é uma pergunta um tanto nebulosa, pois há quem acredite que possuir uma cultura organizacional sadia é contar com uma série de regalias superficiais – escritórios modernos com cerveja gelada, mesas de sinuca na sala de descanso e um happy hour toda sexta-feira. Ainda que estes sejam benefícios bons aos profissionais, eles não são a evidência de uma cultura organizacional verdadeira.

O escritor Peter Druker referiu certa vez que “a cultura come a estratégia no café da manhã”, isso quer dizer, que a cultura organizacional sempre determina o sucesso, ainda que você tenha uma ótima estratégia, pois é ela quem determina como os profissionais agem e se relacionam com clientes e parceiros.

É por essa razão que ao fim regalias superficiais não devem ser vistas como cultura organizacional, pois esta precisa realmente fazer parte do dia a dia do profissional e impactar, inclusive, o seu desenvolvimento profissional. Plano de carreira, incentivo financeiro para a realização de cursos, por exemplo, falam muito mais da cultura de um escritório do que a cerveja gelada que sequer consegue ser usufruída em razão de demandas exageradas de trabalho na pauta dos advogados.

Cultura organizacional nos escritórios de advocacia

Na maior parte das vezes, os escritórios de advocacia não possuem o melhor histórico em termos de cultura organizacional. O estereótipo do escritório normalmente é aquele competitivo, em que os advogados trabalham longas horas e, comumente, desenvolvem o   famoso burnout do setor jurídico, em que mesmo altos salários estão levando advogados a pedirem demissão.

Contudo, esse estereótipo está se tornando cada vez mais antiquado nos dias de hoje, pois líderes estão sendo obrigados a responder às aparentes insatisfações do mercado jurídico.

Em uma pesquisa realizada no início do ano pela Major, Lindsey & Africa, sobre a cultura organizacional dos escritórios de advocacia, mais de 750 entrevistados indicaram quais características gostariam de ver refletidas ou valorizadas com mais destaque nas culturas de seus escritórios de advocacia. Sem surpresa, o apoio ao bem-estar e ao equilíbrio entre vida profissional e pessoal era um elemento altamente valorizado da cultura da empresa (44%).

Tomar medidas para construir uma cultura empresarial mais forte baseada em ideais como os mencionados acima pode trazer melhores resultados de negócios. Segundo dados de uma pesquisa realizada em 2021 pela consultoria PWC com 3200 participantes, identificou que empresas que possuem uma cultura distinta e presente na estratégia da empresa ampliaram sua receita em 48% e aumentaram os índices de satisfação dos funcionários em 80% e dos clientes em 89%.

Assim, advogados que sentem que têm um senso de propósito, são valorizados e conseguem um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal, eles serão mais produtivos e engajados.

Como criar uma cultura organizacional em escritórios de advocacia

Tendo em vista que a cultura impacta diretamente o potencial do escritório, é de suma importância que se crie uma cultura forte, alinhada à estratégia e liderança. É inegável que advogados e funcionários que estejam de acordo com os valores e cultura do escritório serão funcionários mais engajados, afinal o ambiente profissional integra a vida pessoal do profissional.

Recentemente, Thais Seixas, responsável por implementar transformação digital dentro de escritórios de advocacia pela Turivius, esteve com a Dra. Fernanda Botinha Nascimento, advogada, especialista em Direito Tibutário, do escritório Araujo e Policastro Advogados para um bate papo sobre cultura organizacional.

O escritório recebeu, mais uma vez, o selo GPTW – “great place to work” e a advogada ressaltou os diferenciais de atuar em um escritório que preza pelo crescimento pessoal e profissional. Durante a entrevista, ficou evidente que em um espaço em que o advogado tem liberdade e apoio de seus líderes, é possível alcançar com ainda maior excelência resultados positivos.

A Dra. Fernanda Botinha destacou como um dos pilares da cultura organizacional da empresa o respeito ao tempo do advogado, em que a vida pessoal é respeitada e, sobretudo, incentivada. A aderência a um sistema híbrido de trabalho, por exemplo, foi um dos diferenciais apresentados pela advogada como potencializador de uma vida profissional e pessoal equilibrada. Junto a isso, destacou a importância de o advogado contar com ferramentas tecnológicas que contribuam para a rotina de trabalho.

Confira a íntegra da entrevista em nosso canal do YouTube.

A humanização do trabalho deve ser levada em conta por todo líder que busca criar uma cultura organizacional de resultados. A criação de um espaço sadio de trabalho, em que há tempo para desenvolvimento pessoal e profissional resulta em um trabalho de maior qualidade.

Etapas para criar a cultura do seu escritório de advocacia

Assim, quando um escritório tem uma cultura forte e saudável, os advogados são mais engajados e produtivos. Isso significa que os funcionários se sentem melhor e obtêm melhores resultados, aumentando o retorno sobre o investimento realizado.

Em “How to Challenge Norms and Build a Strong Law Firm Culture”, encontramos algumas dicas para construção da cultura em seu escritório de advocacia, confira:

1. Avalie sua situação atual.

Comece analisando honestamente como é a cultura do seu escritório de advocacia agora. O que você vai manter? O que você vai mudar? Se o seu escritório é novo, considere suas experiências em escritórios de advocacia anteriores e pense quais aspectos o motivavam.

2. Defina seus valores

Ter uma visão clara sobre valores do escritório cria um senso de unidade entre os advogados e demais funcionários. Ao definir os valores você já tem um norte de o que deve ser levado em conta na cultura organizacional.

3. Explore suas opções

A maneira como você administra sua empresa deve refletir sua cultura e o que é mais importante para você. Não existe a cultura certa, mas sim a que faz sentido para o seu modelo de negócio.

4. Coloque-o por escrito

Reserve um tempo para escrever seus valores e o que é importante para a cultura do seu escritório. Depois de articulá-los no papel, torne-os facilmente acessíveis. Coloque-os no escritório para que os valores e as diretrizes culturais de seu escritório de advocacia estejam sempre à vista de todos.

5. Reavalie, reavalie, revise.

Observe a cultura do seu escritório de advocacia em intervalos regulares para determinar se as coisas precisam ser alteradas. Considere atribuir a um membro sênior da equipe de sua empresa a responsabilidade de manter uma forte cultura empresarial.

6. Envolva todos na cultura organizacional

Como afeta todos em sua empresa, desenvolver uma forte cultura de escritório de advocacia não é uma tarefa de uma pessoa só. Envolva a equipe e outros advogados em todas as etapas do processo. Você pode se surpreender com o que aparece. E você pode encontrar ótimas ideias para uma forte cultura de escritório de advocacia.

Como a tecnologia pode ajudar nesse processo de implementação de cultura

Não há dúvidas, há demandas dentro do escritório de advocacia, como a pesquisa jurisprudencial, por exemplo, que tomam muito tempo do advogado. E é nesse momento que a implementação de tecnologia contribui para a cultura organizacional do seu escritório.

Inclusive, este foi o primeiro pilar levantado pelo Dr. Danilo José D’Ambros Junior, advogado e coordenador da Área Tributária do escritório Saiani e Saglietti como estratégia para ter um time unido e focado na excelência de resultados. Durante a entrevista, o expert em Direito Tributário, respondeu que ferramentas tecnológicas são úteis ao advogado tanto para otimização do tempo como para alcançar para todo o time acesso fácil ao conhecimento.

Na opinião do advogado, é necessário compreender e ter empatia em cada fase profissional dos integrantes da equipe. Para gerir a equipe com excelência o advogado entende como essencial contribuir para o crescimento profissional desde o estagiário até o advogado sênior, inclusive com a implementação de novas tecnologias que auxiliem esse crescimento.

A otimização de rotinas meramente manuais do advogado, por exemplo, permite que o advogado tenha mais tempo para atividades que demandam maior capacidade estratégica para o negócio, bem como permite que ele se dedique às atividades da vida pessoal e encontrem maior qualidade de vida em seu dia a dia.

A busca pelo precedente ideal é o balizador para o êxito de inúmeras demandas na advocacia. A utilização de filtros inteligentes durante a pesquisa jurisprudencial, como os que você encontra na Turivius, por exemplo, que permitem que você filtre apenas decisões favoráveis ao seu cliente, aumentam as chances de você encontrar os argumentos que necessita para sustentar determinado posicionamento.

A análise no que tange à tendência dos tribunais, que antes era um trabalho manual e de pouca confiabilidade, hoje, por sua vez, pode ser realizada por meio de alguns cliques que geram relatórios completos de jurimetria.

Baixe nosso e-book gratuito
“Jurimetria e Direito: o guia definitivo”

A tecnologia dá armas ao advogado que fazem a diferença na execução de bons projetos. Simone Minassian, Gerente Geral de Eficiência Jurídica da Gerdau, na série sobre gestão de Departamentos Jurídicos, alerta que a eficiência jurídica deve ser um dos pilares da cultura interna de departamentos jurídicos. Processos eficientes trazem resultados, e resultados consequentemente trazem satisfação pessoal e profissional a todo advogado.

Manter uma abordagem cuidadosa do ambiente de trabalho e esforços concentrados para criar um espaço melhor para todos pode gerar um ciclo de feedback positivo com benefícios, inclusive, comerciais subsequentes.

Faça um teste grátis de Jurimetria

Leia também:

Sobre o autor:

ÍNDICE

Posts Relacionados

Teste o software gratuitamente

Guia definitivo de marketing digital para Advogados

Um passo-a-passo como você nunca viu antes.

Preencha abaixo para fazer o download.

Ao preencher o formulário, concordo com os termos de uso e política de privacidade.